Dica: Lendo as nuvens para descobrir mau tempo

Veleiro Loki, durante a Sydney-Hobart 2011. Foto: Rolex/Kurt Arrigo

Encontrei essa foto sensacional do Loki durante a Rolex Sydney–Hobart deste ano e decidi inventar um motivo para publicá-la. Eu poderia enrolar vocês, discorrendo sobre as nuvens que lembram as pinceladas pesadas de Van Gogh, e enrolar mais ainda dizendo que a vida imita a arte e coisa e tal... E eu acho que seria uma enrolada nobre para um fim de ano, mas  essa foto tem algo ainda mais interessante, que é mostrar um céu perfeito para ensinar um truque de leitura de mal tempo.

Olhem a parte de cima da foto, onde o céu ainda está azul. Ali vocês vão ver nuvens altas, brancas e num formato que chamamos de "rabo de galo". Notem que o rabo de galo aponta para onde está a tempestade, mais abaixo na foto. Pois bem, embora na foto a leitura parece inútil (afinal, a tempestade já está em cima do barco), na vida real, saber encontrar os rabos de galo no céu e descobrir para onde eles apontam é utilíssimo. Os rabos de galo podem aparecer a mais de 100 km de uma tempestade, e são um sinal seguro de que mau tempo vem por aí. Ou, para ser mais exato, o mau tempo vem exatamente do lugar para onde o rabo aponta.

Mas que a foto é bonita demais, isso é.

PS. O Investec Loyal manteve a fita-azul da Sydney–Hobart mesmo depois de um dos tripulantes ter recebido ajuda externa de um piloto de helicóptero. Mais tarde eu volto ao assunto.